Lei abre caminho para mais segurança sanitária em salões de beleza

January 20, 2012

Já está em vigor a Lei 12.595 de 2012, que reconhece o exercício das atividades profissionais de cabeleireiro, barbeiro, esteticista, manicure, pedicure, depilador e maquiador. Sancionada na última quarta-feira (18/1) pela presidenta Dilma Rousseff, a lei também obriga que os profissionais destas áreas sigam as normas sanitárias, realizando a esterilização de materiais e utensílios utilizados no atendimento aos seus clientes.

De acordo com a diretora da Anvisa, Maria Cecília Brito, a lei abre caminho para que sejam feitas novas ações de proteção à saúde do trabalhador de salões de beleza e dos próprios clientes.

“Esse profissionais, que passam a ser reconhecidos pela lei, tem uma importância muito grande em nossa cultura, mas é preciso observar os riscos a que eles estão sujeitos por conta das características de seu trabalho, com, por exemplo, o uso constante de produtos químicos”, explica. Ela lembra, ainda, que esta é a primeira lei federal que traz, de forma expressa, a obrigatoriedade da aplicação de normas sanitárias por profissionais da área de beleza.

Atualmente, as normas sanitárias para estas áreas são definidas por estados e municípios. Os salões de beleza são considerados estabelecimentos de interesse da saúde.

Leia a íntegra da Lei 12.595/2012.

Carlos Augusto Moura – Imprensa/Anvisa


Últimas Notícias
22/7 | 15h20
Medicamentos isentos de tributos já têm preço máximo definido
22/7 | 13h40
Medicamento, pasta dental e álcool tem comercialização suspensa
21/7 | 13h10
Quatro lotes de gluconato de cálcio sofrem ação
17/7 | 13h25
Alterada competência para anuência prévia de concessão de patentes
14/7 | 12h50
Propaganda de alimento é suspensa
4/7 | 10h50
Métodos alternativos para Farmacopeia entrarão em consulta pública
4/7 | 9h40
Relatório revela números sobre reprodução assistida em 2013
4/7 | 8h40
Anvisa suspende marca de tinta para tatuagem e cosméticos irregulares