TAMANHO DO TEXTO A- A A+
Assuntos de Interesse
Banco de Imagens
Entrevistas e Artigos
Eventos
Notícias
Política de Comunicação
Contato

Atendimento ao público em geral:
0800-642 9782


Atendimento exclusivo à imprensa:

Clique aqui

Twitter: @anvisa_oficial
Relacionamento com a Sociedade
Audiências Públicas
Conselho Consultivo
Consultas Públicas
Fale com a Agência
Ouvidoria
Perguntas Frequentes
Agrot�xicos e Toxicologia / Assuntos de Interesse / Reavalia��es de Agrot�xicos
Publicada a norma sobre iodação do sal para consumo humano

April 17, 2013

Já está em vigor a resolução RDC 23/2013 que altera a faixa de iodação do sal no Brasil. O novo texto foi publicado na edição desta quinta-feira (25/4) do Diário Oficial da União. A Diretoria Colegiada da Anvisa aprovou, no último dia 16 de abril, a adoção de novos valores para a adição de iodo no sal para consumo humano no Brasil. A faixa aprovada de iodo no sal é de  15mg/kg a 45 mg/kg; atualmente a faixa é de 20 a 60 mg/kg.

A adição do iodo no sal foi adotada na década de 50 como estratégia de redução do Bócio, doença provocada pela deficiência do iodo no organismo. No entanto, a quantidade de adição do nutriente tem sido revista ao longo dos anos em virtude das mudanças no padrão de alimentação dos brasileiros, pois o excesso deste nutriente também traz danos à saúde.

A nova faixa foi resultado da avaliação realizada pela Comissão Interinstitucional para Prevenção e Controle dos Distúrbios por Deficiência de Iodo, onde participam representantes do Ministério da Saúde, da Anvisa, das Vigilâncias Sanitárias Estaduais, do setor produtivo e do International Council for the Control of Iodine Deficiency Disorders/ICCIDD Brasil. Esta avaliação utilizou os dados de monitoramento do teor de iodo no sal, os dados de iodúria existentes, o resultado da ingestão de sal apontada pela Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) e a recomendação da  Organização Mundial da Saúde (OMS).  Para populações onde a ingestão de sal esteja em torno de 10g/dia, a faixa de iodação do sal deve estar entre 20 a 40 mg/kg, segundo a  OMS.

Os dados do monitoramento do teor de iodo no sal realizado pelo Sistema Nacional de Vigilância Sanitária revelam que o teor médio de iodo é de 35 mg/kg.

De acordo com a Gerente-Geral de Alimentos da Anvisa, Denise Resende, as empresas terão 90 dias para se adequar, a partir da publicação da norma no Diário Oficial da União (DOU). “Não deve haver dificuldades neste sentido, já que atualmente a maior parte das amostras coletadas no mercado já estão dentro da nova faixa definida”, explicou Denise.

Confira a 
apresentação realizada na reunião da Diretoria Colegiada da Anvisa e a RDC 23/2013, publicada nesta quinta-feira (25/4).

Imprensa/Anvisa


Endereço: Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) - Trecho 5, Área Especial 57, Brasília (DF) - CEP: 71205-050 c 2005-2009 Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Todos os direitos reservados. ANVISA ATENDE - 0800-642-9782 - webmail