TAMANHO DO TEXTO A- A A+
Agrot�xicos e Toxicologia / Assuntos de Interesse / Reavalia��es de Agrot�xicos
Esclarecimentos sobre o consumo e manipulação de alimentos e a Influenza A (H1N1)

O novo vírus Influenza A (H1N1) é transmitido às pessoas mediante o consumo de carne de porco processada ou de outros produtos alimentícios?

Não há evidências de transmissão do vírus Influenza A (H1N1) pelo consumo de carne de porco ou de quaisquer produtos alimentícios. Ademais, os tratamentos térmicos utilizados comumente no cozimento da carne de porco eliminam qualquer vírus potencialmente perigoso e presente em carne crua. Portanto, é importante que todos os alimentos, inclusive a carne de porco e seus derivados, sejam consumidos bem cozidos. Para que o cozimento seja adequado, a temperatura de 70°C tem que ser atingida em todas as partes dos produtos. As carnes devem perder a aparência rosa ou o aspecto sangrento.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Quais cuidados os serviços de alimentação devem adotar durante a manipulação alimentos, inclusive da carne de porco?

As orientações sobre segurança na manipulação de produtos alimentícios devem ser aplicadas a todos os tipos de alimentos. As Cinco Chaves para uma Alimentação Mais Segura, publicadas pela Organização Mundial da Saúde trazem diversas diretrizes para a manutenção da inocuidade dos alimentos durante seu preparo. São elas: Mantenha a limpeza, Separe alimentos crus de alimentos cozidos, Cozinhe bem os alimentos, Mantenha os alimentos a temperaturas seguras, Use água e matérias-primas seguras. Informações mais detalhadas podem ser encontradas no endereço: http://www.who.int/foodsafety/consumer/manual_keys_portuguese.pdf

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Que outras medidas devem ser adotadas durante o manuseio de alimentos?

A carne e os produtos de suínos, manipulados de acordo com as práticas de higiene não são uma fonte de infecção. Além do controle da temperatura, durante a preparação dos alimentos deve-se evitar o contato direto ou indireto entre alimentos crus, semi-preparados e prontos para o consumo para que os micróbios presentes no alimento cru não contaminem o alimento preparado. Os serviços de alimentação devem redobrar os cuidados com a limpeza dos utensílios como: copos, pratos, talheres e panelas. As instalações sanitárias devem possuir lavatórios e estar supridas de produtos destinados à higiene pessoal, tais como, papel higiênico, sabonete líquido inodoro, produto anti-séptico (por exemplo, álcool 70% em gel, ou líquido) e toalhas de papel não reciclado ou outro sistema higiênico e seguro para secagem das mãos. A restrição à circulação de pessoas na cozinha deve ser rigorosa. Somente os manipuladores de alimentos devem ter acesso à cozinha, devidamente uniformizados. Após serem submetidos à cocção, os alimentos preparados devem ser mantidos em condições de tempo e de temperatura que não favoreçam a multiplicação microbiana. Para conservação a quente, os alimentos devem ser submetidos à temperatura superior a 60ºC (sessenta graus Celsius) por, no máximo, 6 (seis) horas. As pessoas que manipulam alimentos crus devem realizar a lavagem das mãos utilizando água corrente e sabonete antes de manusear alimentos preparados. Os manipuladores que trabalham nos serviços de alimentação devem adotar procedimentos que minimizem o risco de contaminação dos alimentos preparados por meio da anti-sepsia das mãos, isto é, usando álcool 70% em gel, ou líquido e pelo uso de utensílios ou luvas descartáveis. A adequada higiene das mãos e durante o manuseio de alimentos são medidas sempre importantes para garantir a segurança dos produtos alimentícios.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

É preciso usar máscara durante a manipulação de alimentos

O uso de máscaras por manipuladores em serviços de alimentação não é obrigatório segundo a legislação sanitária federal. Além disso, os manipuladores que apresentarem sintomas da Influenza A ou outras enfermidades que possam comprometer a qualidade higiênico-sanitária dos alimentos devem ser afastados da atividade de preparação de alimentos enquanto persistirem essas condições de saúde.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

É preciso usar luvas durante a manipulação de alimentos?

O uso de luvas por manipuladores em serviços de alimentação não é obrigatório segundo a legislação sanitária federal. O emprego de luvas na manipulação de alimentos pode ocorrer desde que sejam observadas as perfeitas condições de higiene e limpeza destas. Ademais, seu uso não exime o manipulador da obrigação de lavar as mãos cuidadosamente.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Manipuladores podem contrair o vírus durante o manuseio de alimentos?

Não há qualquer evidência da transmissão do vírus Influenza A (H1N1) pela manipulação de carne de porco ou de quaisquer produtos alimentícios. Entretanto, os mesmos cuidados adotados pelos consumidores devem ser seguidos pelos manipuladores de alimentos, como lavagem adequada das mãos, evitar tocar superfícies desnecessariamente, evitar tocar os olhos, boca e nariz e não compartilhar objetos de uso pessoal.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Quais cuidados devem ser adotados ao freqüentar serviços de alimentação, tais como restaurantes, lanchonetes, bares e cantinas escolares?

Primeira medida e a mais importante: lave as mãos, principalmente antes de consumir algum alimento. Sabemos que alguns micróbios vivem por algumas horas em superfícies como mesas de restaurantes, de cafeterias e maçanetas de portas. Portanto, evite tocá-las desnecessariamente. Evite também tocar os olhos, boca e nariz após contato com essas superfícies e não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos e copos. Beba muito líquido e prefira alimentos nutritivos. Além disso, não fale, cante, tussa, assovie ou espirre sobre os alimentos. Prefira os serviços de alimentação que sejam bem arejados e que não tenham aglomerações de pessoas.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Deve-se evitar usar bebedouros públicos?

Sim. Recomenda-se que cada pessoa utilize copo ou garrafa plástica de uso pessoal. É importante que os bebedouros sejam higienizados com muita freqüência. Em caso de dúvida sobre a periodicidade da higienização, evite tomar água diretamente dos bebedouros.


Endereço: Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) - Trecho 5, Área Especial 57, Brasília (DF) - CEP: 71205-050 c 2005-2009 Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Todos os direitos reservados. ANVISA ATENDE - 0800-642-9782 - webmail