Voltar

Operação Curto-Circuito encontra mais irregularidades

Irregularidades

Operação Curto-Circuito encontra mais irregularidades

As investigações envolvem empresas Fape e Eco Solution, que revendiam de forma ilegal equipamentos remanufaturados.
Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 20/12/2017 15:26
Última Modificação: 20/12/2017 15:34

Nova fase da Operação Curto-Circuito, deflagrada nesta segunda-feira (20/12), apreendeu 15 equipamentos médicos remanufaturados, em São Paulo (SP). Ao todo, a operação, que teve início na semana passada, já apreendeu 90 produtos irregularidades.

As investigações envolvem as empresas Fape e Eco Solution, que revendiam de forma ilegal equipamentos remanufaturados para clínicas de diagnóstico e para médicos. A ação é uma iniciativa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgãos de vigilância sanitária municipal e estadual de São Paulo e Polícia Civil do mesmo estado.

Ilegalidade

A remanufatura ilegal ocorre da seguinte forma: peças avulsas de diversos equipamentos são compradas em leilões. O material é remontado e vendido como seminovo. De acordo com os regulamentos nacionais, esta prática só é permitida para os detentores do registro do produto, que devem atestar a segurança e a eficácia do item. Os suspeitos da prática ilegal foram conduzidos à delegacia.

O uso de equipamentos oriundos da junção de peças de forma irregular pode ocasionar diversos danos à saúde, como queimaduras, choque elétricos e erros de diagnóstico. 

 

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial e Facebook @AnvisaOficial