Danos à saúde - Narguilé


Narguilé (ou water pipe ou shisha ou hookah) é um dispositivo para fumar, originário da Índia, no qual uma mistura de tabaco é aquecida e a fumaça gerada passa por um filtro de água antes de ser aspirada pelo fumante, por meio de uma longa mangueira.¹

Alguns fumantes pensam que a água filtra os compostos tóxicos da fumaça, porém, essa idéia é equivocada. A água não é capaz de filtrar todos os compostos tóxicos e cancerígenos. Além de conter compostos tóxicos e cancerígenos, assim como os cigarros e outros produtos derivados do tabaco, a exposição a esses compostos é maior, uma vez que uma rodada de fumo no Narguilé pode levar cerca de 45 minutos. Ou seja, o fumante acaba inalando mais fumaça que nos produtos convencionais.²

Além disso, as fontes de aquecimento geralmente utilizadas, como carvão e madeira em brasa, quando queimadas, liberam grande quantidade de compostos químicos potencialmente perigosos, como metais e monóxido de carbono.² E diversos tipos de doenças são associados ao uso de Narguilé: dependência física e psíquica; impotência; câncer de pulmão; câncer de fígado; câncer oral (lábios, língua, faringe) e doenças cardíacas.

Referências Bibliográficas
1.AMERICAN CANCER SOCITY. The Tobacco Atlas. Disponível em: http://www.tobaccoatlas.org/typesoftobacco.html
2.AMERICAN LUNG ASSOCIATION (2007). Tobacco Policy Trend Alert. "An Emerging Deadly Trend: Waterpipe Tobacco Use," February 2007.
3.Waterpipes (Hookahs). Health Effects of Hookah Smoking. http://www.gethealthyclarkcounty.org/tobacco/waterpipes.html

Narguilé: o que sabemos?

Publicação realizada em 2019, fruto de uma parceria entre a OPAS/OMS e o INCA. Esta pesquisa revisou artigos publicados relativos ao Narguilé, abordando: o conhecimento, as crenças e atitudes, a composição química, os riscos à saúde e as evidências de dependência e tratamento.

Uso de narguilé: efeitos sobre a saúde, necessidades de pesquisa e ações recomendadas para legisladores

Publicação realizada em 2017, trata-se de uma tradução de um documento da OMS, realizada pelo INCA. O documento descreve em detalhes os efeitos do uso do Narguilé e traz recomendações para os legisladores.