RSS


Voltar

Sem pesquisa clínica, fosfoetanolamina não pode ser considerada medicamento

Sem pesquisa clínica, fosfoetanolamina não pode ser considerada medicamento

De acordo com levantamento realizado pela Anvisa, nenhum processo de registro de medicamento foi apresentado à Agência para que a fosfoetanolamina possa ser considerada um medicamento. A etapa é fundamental para que a eficácia e segurança do produto possa ser avaliada com base nos critérios científicos aceitos mundialmente.
Por: ASCOM
Publicado: 15/01/2015 02:00
Última Modificação: 20/04/2017 10:26

De acordo com levantamento realizado pela Anvisa, nenhum processo de registro de medicamento foi apresentado à Agência para que a fosfoetanolamina possa ser considerada um medicamento. A etapa é fundamental para que a eficácia e segurança do produto possa ser avaliada com base nos critérios científicos aceitos mundialmente.
Segundo a Nota Técnica publicada pela Agência também não há nenhum protocolo de pesquisa sobre o produto, etapa que antecede o registro de qualquer medicamento.

Confira a Nota Técnica da Agência sobre a fosfoetanolamina