Voltar

Lote de Pimenta do Reino Preta em pó Kitano é proibido

Irregularidades

Lote de Pimenta do Reino Preta em pó Kitano é proibido

Pimenta em pó foi reprovada em análise fiscal do Laboratório Central de Saúde Pública de Goiás.
Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 18/06/2018 18:26
Última Modificação: 18/06/2018 18:30

O lote D17BRMP08 5 da Pimenta do Reino Preta em Pó da marca Kitano, com validade até 30/09/2018 foi proibido pela Anvisa. O produto é fabricado pela empresa General Mills Brasil Alimentos LTDA.

A análise foi feita pelo Laboratório Central Dr. Giovanni Cysneiros - Lacen-GO. De acordo com o laudo, ficou constatada a presença de coliformes a 45°c, que é indicador de contaminação fecal em alimentos, e o Escherichia coli, uma bactéria gram negativa que é capaz de causar gastrenterites.

Com isso, o lote D17BRMP08 5 da pimenta em pó está proibido em todo o território nacional. Os demais lotes podem ser comercializados normalmente.

 

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial e Facebook @AnvisaOficial