Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Retornar para página inteira
Voltar

Parecer Técnico nº 6, de 23 de agosto de 2005

Parecer Técnico nº 6, de 23 de agosto de 2005

Assunto: Avaliação toxicológica do salicilato de metila


Considerando que o salicilato de metila, composto orgânico de fórmula molecular C8H8O3 -CAS 119-36-8, éster, solúvel em álcool e ácido acético glacial, pouco solúvel em água, presente em folhas de gaultéria, Gaultheria procumbens e outras espécies, pode ser obtido pela via sintética por meio da reação de esterificação do ácido salicílico e metanol (1) ;

Considerando que o salicilato de metila tem sido indicado como ingrediente cosmético com atividades denaturante, agente flavorizante e fragrância para uso nas seguintes formulações: produtos de higiene oral, sabões para banhos ou detergentes, óleos e sais de banho, preparações para uso corporal e mãos, limpeza da pele, pós e sprays para os pés, condicionadores para cabelo, xampus, tônicos, refrescantes da pele, protetores solares, com concentrações de uso variando de 0,0001 a 0,6% 1, 2 ;

Considerando que o salicilato de metila é metabolizado na derme e tecidos subcutâneos 5-6-7 através de reações de hidrólise formando salicilato, que pode atuar no mecanismo de ação das cicloxigenases8, devendo ser evitado o uso de aquecimento e oclusão no local de aplicação, para evitar aumento da absorção percutânea;

Considerando que mediante a aplicação tópica de salicilato de metila nas concentrações de 1,3 ou 6g de salicilato metila/kg/dia em ratas grávidas, em período gestacional de 6-15 dias, não foram observados sinais de teratogenicidade, sendo valor para o NOAEL (No-observable-Adverse-Effect Level) maior que 6g/kg/dia 11;

Considerando que ato regulatório do Governo do Canadá12 determinou que a concentração máxima permitida de salicilato de metila em preparações cosméticas deve ser menor ou igual a 1%;

Considerando que no painel desenvolvido por especialistas (CIR) foi realizada uma excelente avaliação científica, abordando os possíveis envolvimentos toxicológicos do ácido salicílico e derivados, sendo proposta uma tentativa de conclusão quanto à segurança dessas substâncias, confirmada posteriormente 1-2-3-4;

Considerando as informações cientificas publicadas até o presente momento, cuja concentração de salicilato de metila varia de 0,0001 a 1% em produtos cosméticos 1,2,12.

A CATEC recomenda:
1- A concentração máxima de 1% de salicilato de metila em produtos cosméticos .
2- Classificar os produtos cosméticos contendo salicilato de metila como Grau 2, devendo ser apresentado à Autoridade Sanitária, para fins de registro: testes de segurança (irritabilidade primária, acumulada e sensibilização) do produto acabado.

A Gerência Geral de Cosméticos adota o presente parecer como referência técnico-científica.

Referências bibliográficas:
1-Cosmetic Ingredient review – Safety assessment of salicylic acid, butyloctyl salicylate, calcium ssalycilate, C12-15 Alkyl salicylate, capryloyl salicylic acid, hexyldodecy, salicylate, isocetyl salicylate, isodecyl salicylate, magnesium salicylate, MEA-salicylate, octyl salicylate, potassium salicylate, methyl salicylate, myristil salicylate, sodium salicylate, TES salicylate and tridecyl salicylate – Tentative report – February 15, 2000.
2-Cosmetic Ingredient review – Safety assessment of salicylic acid, butyloctyl salicylate, calcium ssalycilate, C12-15 Alkyl salicylate, capryloyl salicylic acid, hexyldodecy, salicylate, isocetyl salicylate, isodecyl salicylate, magnesium salicylate, MEA-salicylate, octyl salicylate, potassium salicylate, methyl salicylate, myristil salicylate, sodium salicylate, TES salicylate and tridecyl salicylate – Final report – September 12, 2000
3-Cosmetic Ingredient review – Containing abstracts, discussion and conclusion of CIR- Cosmetic Ingredient Review Safety assessments. Final report – September 2003 – http://www.cir-safety.org.
4-Anonymous - Safety assessment of salicylic acid, butyloctyl salicylate, calcium ssalycilate, C12-15 Alkyl salicylate, capryloyl salicylic acid, hexyldodecy, salicylate, isocetyl salicylate, isodecyl salicylate, magnesium salicylate, MEA-salicylate, octyl salicylate, potassium salicylate, methyl salicylate, myristil salicylate, sodium salicylate, TES salicylate and tridecyl salicylate – International Journal of Toxicology vol:22 supp 3 – 108 p. 2003
5-Chank TY. Potential dangers from topical preparations containing methyl salicylate. Human Expotion Toxicol 1996:15:747-50
3-Morra P. et al. Serum concentrations of salicylic acid following topical applied salicylates derivatives. Ann Pharmacother 1996; 30:935-940-947
7-Cross SE, Anderson C. Thompson MJ & Roberts MS. Is there tissue penetration after application of topical salicylate formulation ? Lancet, Aug 30, 350(9078):636
8-English e colaboradores no Quênia ( English M, Marsh V, Amukoye E, Murphy S, Marsh K. Chronic salicylate poisoning and severe malaria. Lancet 1996;347:1736-37).
9-Hurwitz ES, Barrett MJ, Bregman D, et al. Public Health Service Study of Reye’s syndrome and medications: report of the main study – JAMA 1987; 257:1905-1911
10-Handbook - (Martindale ( Martindale – 33 edition – The complete drug reference Edited by Sean C. Sweeden – Pharmaceutical Press 2002
11-Infurna R, Beyer B, Twitty L, Koeher G e & Daughtrey – Evaluation of the dermal absorption and teratogenic potential of methyl salicylate ina petroleum based grease.
12-Healthy Environments and Consumer Safety Branch – List of prohibited and restricted Cosmetic Ingredients. List of prohibited and restricted cosmetic ingredients ( The cosmetic ingredient “Hotlist) – april 2004