Novos registros e indicações aprovadas


Nesta seção você encontra a lista de novos medicamentos registrados na Anvisa e novas indicações de tratamento, aprovados a partir de março de 2019.

O objetivo da divulgação é permitir que os pacientes e profissionais de saúde conheçam novas opções de tratamento para doenças com poucas opções terapêuticas.

 

Data de publicação: De
Até

12/11/2019

10:58

Bavencio (avelumabe): nova indicação Conteúdo

A nova indicação para tratamento de primeira linha em adultos com carcinoma de células renais avançado, associado com axitinibe.

12/11/2019

10:54

Glatus (insulina glargina): novo registro Conteúdo

Indicado para o tratamento de adultos, adolescentes e crianças a partir de 2 anos com diabetes mellitus.

12/11/2019

10:44

Hyrimoz (adalimumabe): novo registro Conteúdo

O produto Hyrimoz foi desenvolvido como um produto biossimilar demonstrando comparabilidade com o produto biológico inovador Humira.

29/10/2019

16:36

Takhzyro: novo registro Conteúdo

Takhzyro é indicado para a prevenção de rotina de crises recorrentes de angioedema hereditário em pacientes com 12 anos de idade ou mais.

29/10/2019

16:33

STELARA (ustequinumabe): nova indicação Conteúdo

O medicamento passa a ser indicado para Colite Ulcerativa

29/10/2019

16:25

MIBI-TEC (tetrafluorborato tetramibi cuproso): novo registro Conteúdo

O radiofármaco é destinado para Cintilografia de Perfusão Miocárdica

29/10/2019

16:20

Dex - 70 -TEC (Dextrana 70): novo registro Conteúdo

O medicamento é destinado para linfocintilografia para avaliação de vias linfáticas.

29/10/2019

16:16

Keytruda (pembrolizumabe) : nova indicação Conteúdo

Nova indicação para pacientes com câncer de cabeça e pescoço

29/10/2019

15:40

TALTZ (Ixequizumabe) : nova indicação Conteúdo

Tratamento de espondilite anquilosante ativa em pacientes adultos, que não tenham respondido adequadamente à terapia convencional.

29/10/2019

15:35

DALINVI (daratumumabe): nova indicação Conteúdo

Tratamento de pacientes recém diagnosticados com mieloma múltiplo que são inelegíveis ao transplante autólogo de células-tronco.