Voltar

Antibiótico e sedativo ganham versões genéricas

Medicamentos genéricos

Antibiótico e sedativo ganham versões genéricas

Com as novas opções de genéricos, o custo para adquirir os medicamentos será mais acessível.
Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 12/06/2017 15:44
Última Modificação: 12/06/2017 17:29

A Anvisa publicou, nesta última segunda-feira (12/6), o registro de dois medicamentos genéricos inéditos:  o genérico maleato de levomepromazina e o genérico limeciclina. De acordo com a lei dos genéricos, esses remédios devem entrar no mercado com um valor pelo menos 35% menor que o valor do produto de referência.

Para que serve o maleato de levomepromazina?

O novo genérico age no Sistema Nervoso Central (SNC) através de sua propriedade antidopaminérgica (que inibem a estimulação excessiva do SNC). O maleato de levomepromazina é um medicamento cuja ação esperada é a sedação e a melhora de quadros mentais, como por exemplo, a ansiedade em pacientes psicóticos.

O genérico maleato de levomepromazina comprimidos revestidos de 100 mg, cujo medicamento de referência é o Neozine, foi registrado pela empresa Hipolabor Farmacêutica Ltda.

Para que serve o limeciclina?

A indicação do limeciclina se dá para o tratamento de infecções sensíveis às tetraciclinas. Na dermatologia, o produto é indicado para o tratamento da acne vulgar e da rosácea. É inclusive um antibiótico eficaz contra micro-organismos sensíveis.

O genérico limeciclina cápsulas duras de 150 e 300 mg, cujo medicamento de referência é o Tetralysal, foi registrado pela empresa EMS S/A.

Confira a publicação do registro de ambos os genéricos no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (12/6).

 

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial e no Facebook @AnvisaOficial

Encontrou algum problema nesta notícia? Mande um e-mail para noticias@anvisa.gov.br