Voltar

Imagens em maços de cigarro devem mudar

Combate ao tabagismo

Imagens em maços de cigarro devem mudar

Após nove anos, imagens nas embalagens de tabaco devem ser substituídas para renovar ações de combate ao fumo. Pontos de venda também terão normas.
Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 04/05/2017 00:16
Última Modificação: 09/05/2017 10:45

A atualização das imagens e advertências nas embalagens de tabaco está em discussão pela Anvisa. A proposta é renovar as imagens e frases de alerta que são obrigatórias nas embalagens de todos os produtos fumígenos. As atuais imagens e advertências estão em vigor há nove anos.

De acordo com o texto colocado para discussão, as frases de alerta serão mais diretas e dirigidas aos usuários de produtos fumígenos. Cigarros, fumo para narguilé e outros produtos estarão sujeitos às regras propostas. 

São nove propostas de alertas e imagens que tratam de efeitos reais do cigarro como risco de parto prematuro, desenvolvimento de câncer e o peso psicológico do vício.

Nove alertas propostos

•    Você envelhece precocemente consumindo este produto.
•    Você, grávida, corre o risco de ter um parto prematuro, perder o bebê e até morrer, consumindo este produto.
•    Você morre de câncer de pulmão e enfisema consumindo este produto.
•    Você brocha e fica impotente consumindo este produto.
•    Você sofre o risco de trombose consumindo este produto.
•    Você tem câncer na boca, língua e esôfago consumindo este produto.
•    Você afasta as pessoas consumindo este produto.
•    Você destrói a saúde de quem está ao seu lado consumindo este produto.
•    Você perde a sua liberdade ao depender da nicotina consumindo este produto.

A consulta traz apenas as imagens conceituais, já que o material ainda está em discussão e vai passar por uma aprovação final na Anvisa.

Também está em Consulta Pública, a atualização das regras sobre os pontos de venda de cigarros e outros fumígenos. A proposta de resolução lista seis princípios que deverão ser cumpridos pelos estabelecimentos. Entre os princípios estão a proibição de associação do cigarro a êxito sexual, ou à prática desportiva, atribuição de propriedades calmantes, entre outros.

Como participar da consulta pública

A proposta da Anvisa está dividida em duas consultas públicas que têm prazo de participação até o próximo dia 26 de maio.

Consulta Pública 329/17 – Advertências nas embalagens para produtos fumígenos derivados do tabaco.

Consulta Pública 330/17 – Propaganda e exposição nos pontos de venda.

Para participar basta clicar no nome das consultas acima e acessar a proposta e o formulário de contribuição.

 

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter (@anvisa_oficial)!

Encontrou algum problema nesta notícia? Mande um e-mail para noticias@anvisa.gov.br