Dermatite tem tratamento inédito com produto biológico

Novo registro

Dermatite tem tratamento inédito com produto biológico

Produto inédito é indicado para dermatite atópica, doença crônica que afeta a pele e pode provocar lesões.
Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 11/12/2017 17:08
Última Modificação: 12/12/2017 10:28

O medicamento Dupixent (dupilumabe) foi aprovado nesta segunda-feira (11/12) pela Anvisa. O tratamento inédito no país foi registrado como produto biológico novo.

O novo medicamento é indicado para o tratamento de pacientes adultos com dermatite atópica moderada a grave, quando a doença não é controlada adequadamente com as terapias tópicas ou quando essas terapias não são aconselháveis.

A dermatite atópica é uma doença crônica de pele que aparece com mais frequência nas dobras dos braços e na parte de trás dos joelhos. Ela pode provocar coceiras, formação de crosta, descamação, entre outros sintomas.

Como funciona o Dupixent

A substância ativa do Dupixent (dupilumabe) é um anticorpo monoclonal humano recombinante do tipo IgG4 que inibe a sinalização da interleucina-4 e da interleucina-13, as quais desempenham um papel importante na origem dos sinais e sintomas de dermatite atópica. O dupilumabe inibe a sinalização da IL-4 através do receptor de Tipo I e a sinalização da IL-4 e da IL-13 através do receptor de Tipo II. A IL-4 e a IL-13 são citocinas essenciais de tipo 2 envolvidas na dermatite atópica.

O medicamento foi registrado pelo laboratório Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda.

 

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial e Facebook @AnvisaOficial