Voltar

Anvisa publica relatório sobre bancos de tecidos

Sangue e Tecidos

Anvisa publica relatório sobre bancos de tecidos

Documento apresenta informações inéditas sobre produção, monitoramento e qualidade dos bancos de tecidos em funcionamento no país, no ano de 2015.
Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 12/09/2016 17:31
Última Modificação: 14/09/2016 11:16
Banco de tecidos

O Relatório de Avaliação dos Dados de Produção dos Bancos de Tecidos Humanos foi publicado pela Anvisa. O documento traz informações inéditas sobre a produção, o monitoramento e os indicadores de qualidade dos bancos de tecidos para o setor regulado, o governo e também a sociedade.

Para a avaliação, a Agência utilizou dados de 2015 e concluiu que o Brasil tinha em funcionamento, no ano em questão, 47 bancos de tecidos oculares, cinco de musculoesqueléticos e três de pele. Esses estabelecimentos são responsáveis pela seleção dos doadores, processamento, armazenamento, testes de controle de qualidade, disponibilização e descarte dos tecidos doados.

O documento foi elaborado pela Gerência de Sangue, Tecidos, Células e Órgãos (GSTCO) com os dados disponibilizados pelos próprios bancos de tecidos. 

 

Informações importantes

Tecidos oculares:

  • Em 2015, foram fornecidas para transplante 16.387 córneas. Com relação ao ano anterior, houve um aumento de quase 10%.
  • Os cinco estados com maior número de doações de córneas foram São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

Tecidos musculoesqueléticos:

  • Os bancos de tecidos musculoesqueléticos também são conhecidos como bancos de ossos. Ao todo, foram fornecidos 17.803 unidades de tecidos para uso odontológico. Já para fins ortopédicos, o número de peças foi de 1.658 unidades.

Bancos de pele:

  • Em 2015, os bancos de pele foram responsáveis pela produção de 70.595 cm2 de pele proveniente de 90 doadores.
  • Os bancos também forneceram 63.946  cm2 de pele.

 

Para mais informações, confira o relatório na íntegra.

Você não tem os papéis necessários para acessar este portlet.