Voltar

Procedimento para inclusão de novos ingredientes no Sistema de Automação de Cosméticos (SGAS)

     Para a inclusão de novos ingredientes, que ainda não tiveram avaliação de segurança em outros países, no Sistema de Automação de Cosméticos (SGAS) as empresas devem apresentar, no mínimo, testes de compatibilidade cutânea e/ou da mucosa (irritação primária, acumulada, sensibilização, fotoirritação e fotossensibilização) e literatura contemplando os dados toxicológicos. Caso a realização de  algum teste solicitado não seja necessário, a empresa deverá apresentar a justificativa técnica correspondente. 

     As substâncias serão cadastradas no SGAS na concentração, grupo e função pleiteada. Às empresas que solicitarem concentrações ou grupos diferentes daqueles anteriormente aprovados podem ser solicitados testes adicionais. Ressaltamos ainda que os testes não necessariamente deverão ser feitos no produto acabado mas, devem refletir o modo de uso pretendido.