Fenilalanina em Alimentos


A fenilalanina é um aminoácido essencial e, por isso, deve ser fornecido pela alimentação. Contudo, nos indivíduos fenilcetonúricos, a sua ingestão deve ser rigorosamente controlada.

Os fenilcetonúricos apresentam um erro inato no metabolismo da fenilalanina que resulta num aumento na concentração plasmática desse aminoácido. As manifestações clínicas são atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, hiperatividade, convulsões, eczemas hipopigmentação, entre outros, porém a sequela mais importante é o retardo mental progressivo e irreversível. Essas consequências podem ser prevenidas se o paciente for tratado adequadamente por meio de uma dieta restrita em fenilalanina.

Os profissionais que acompanham os fenilcetonúricos, em geral, buscam informações sobre os teores de fenilalanina nos alimentos em diversas tabelas de composição, em publicações científicas e a partir de compilações divulgadas em meios de comunicação de massa. As concentrações de fenilalanina disponíveis muitas vezes não atendem aos critérios de qualidade requeridos por serem oriundos de tabelas estrangeiras ou por serem dados antigos obtidos por metodologias desatualizadas. Além disso, a formulação de alimentos industrializados pode variar dificultando ainda mais o conhecimento sobre os teores de fenilalanina.

Em vista da necessidade de conhecer os teores de fenilalanina para promover a saúde dos fenilcetonúricos, a Anvisa desenvolveu uma tabela de conteúdo de fenilalanina em alimentos, tanto 
in natura quanto industrializados, para servir de guia e de referência para os profissionais de saúde que prescrevem, elaboram dietas e realizam o acompanhamento clínico desses pacientes. O uso das informações disponibilizadas na tabela deve ser orientado pelo profissional que acompanha o paciente. 

 Tabela de Conteúdo de Fenilalanina em Alimentos
 Manual do usuário da Tabela de Conteúdo de Aminoácidos em Alimentos - 1º edição 
 
 
Saiba mais:
 Esclarecimentos sobre a fenilcetonúria (Informe técnico nº 49/2012)
 Histórico
 Processo de construção da tabela
 Grupo de Trabalho
 RDC nº 19/2010 - Dispõe sobre a obrigatoriedade das empresas informarem à ANVISA a quantidade de fenilalanina, proteína e umidade de alimentos, para elaboração de tabela do conteúdo de fenilalanina em alimentos, assim como disponibilizar as informações nos sítios eletrônicos das empresas ou serviço de atendimento ao consumidor (SAC).