Cadeia de Valor


Cadeia  de valor é uma representação dos macroprocessos realizados pela Anvisa, que demonstra a entrega de valor para a sociedade em suas diferentes áreas de atuação, retratando a maneira pela qual os diferentes processos organizacionais se conectam e se relacionam para o atendimento às necessidades dos diversos públicos-alvo da Agência.

Cadeia de Valor


Detalhamento da cadeia de valor

  • Habilitação e Certificação: concessão da autorização de funcionamento para produção, comércio varejista e transporte de produtos sujeitos à vigilância sanitária, certificação de boas práticas de fabricação, assim como habilitação de centros de equivalência farmacêutica e credenciamento de laboratórios.

 

  • Regularização de Produtos e Serviços: conjunto de procedimentos voltados ao registro de produtos de baixo risco por meio de cadastro e notificação, anuência de pesquisa clínica e análise técnica para registro de produtos, bem como gerenciamento de ações relativas às alterações pós-registro dos produtos.
  • Fiscalização de Produtos e Serviços: conjunto de ações voltadas à verificação do cumprimento das normas regulatórias, identificação de possíveis irregularidades, gestão da análise laboratorial e gestão do processo administrativo sanitário.

 

  • Controle Sanitário em Comércio Exterior e Ambientes Alfandegados: realização de fiscalização de produtos sujeitos à vigilância sanitária que estejam em trânsito nos portos, aeroportos e fronteiras do país, assim como a vigilância epidemiológica de viajantes.

 

  • Monitoramento de Produtos e Serviços: verificação de risco potencial de produtos e serviços sujeitos à vigilância sanitária, comunicação e gestão do risco, assim como atuação em emergências sanitárias.

 

  • Regulação e Monitoramento de Mercado: regulação do mercado de medicamentos na qualidade de Secretaria-Executiva da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamento - CMED, assessoramento econômico de mercados e verificação de risco de desabastecimento de produtos.
  • Gestão e Controle Organizacional: ações de gestão relacionadas ao planejamento, à gestão estratégica e de processos organizacionais; à coordenação do sistema decisório; à auditoria interna; à gestão financeira e orçamentária; ao conhecimento e à informação em vigilância sanitária; à comunicação interna e externa; aos serviços gerais; à gestão e desenvolvimento de pessoas; à infraestrutura e aos sistemas de informação. 

 

  • Gestão da Regulamentação: planejamento da ação regulatória com instrumentos de participação social, elaboração da agenda regulatória, análise do impacto regulatório e gestão do estoque regulatório.

 

  • Coordenação do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS): realização da negociação e pactuação tripartite, capacitação, treinamento e gestão de competências junto ao SNVS, além da articulação com a rede oficial de laboratórios de controle de qualidade em saúde.

 

  • Relações Institucionais: coordenação dos instrumentos e mecanismos de participação e transparência em vigilância sanitária, como câmaras técnicas e setoriais, e gestão dos canais de atendimento, bem como negociação e cooperação internacional e relação com o Poder Legislativo.