Novos ingredientes


Como a Anvisa atua na avaliação de ingredientes de alimentos?

Sempre que uma empresa deseja comercializar um alimento que possui uma substância sem histórico de consumo no país ou em quantidades muito superiores aos utilizados em uma dieta regular, ela deve comprovar a segurança dessa substância. Esses alimentos entram na categoria que a Anvisa chama de "novos alimentos ou novos ingredientes". Não estão incluídos aqui os aditivos alimentares e os coadjuvantes de tecnologia que são ingredientes utilizados exclusivamente com finalidade tecnológica.

Nesses casos, ainda não existe conhecimento suficiente para garantir o uso seguro antes de uma avaliação específica. Para proteger a saúde da população e minimizar os riscos, a Anvisa exige que as empresas apresentem estudos para demonstrar a composição do produto, efeitos toxicológicos, finalidade e condições de uso, entre outros. 

Além da segurança, caso a empresa deseje afirmar que o alimento tem algum efeito benéfico ao indivíduo, ela deve comprovar essas alegações, por meio de evidências científicas adequadas. As análises são realizadas de acordo com os pedidos apresentados pelas empresas interessadas.Após essa análise, a Anvisa aprova ou não o uso daquela substância.

Consulte:

Ingredientes aprovados para suplementos alimentares

Ingredientes aprovados para as demais categorias de alimentos

Ingredientes não aprovados