A importância da Cosmetovigilância

 

O livre acesso aos produtos cosméticos, o grande número de produtos utilizados ao mesmo tempo, assim como o uso cada vez mais precoce desses produtos e a responsabilidade com a proteção da saúde da população são alguns dos motivos que levaram a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa a regulamentar sobre as atividades de cosmetovigilância.

É importante esclarecer que além dos critérios definidos, por meio de regulamentos, sobre a segurança dos produtos cosméticos antes de serem  comercializados, tais como proibição do uso de determinadas substâncias em formulações cosméticas, determinação das substâncias corantes, conservantes e filtros UV permitidas serem usadas em cosméticos, e os estudos de segurança obrigatórios para os produtos, ainda é imprescindível o monitoramento destes produtos pós mercado, uma vez que uma exposição a longo prazo passa a ocorrer e neste momento o sistema de cosmetovigilância deve ser capaz de identificar possíveis problemas relacionados ao uso de cosméticos de forma efetiva, a fim de prevenir ou minimizar eventuais danos à saúde dos indivíduos.