Como Participar da Rede Sentinela


Os estabelecimentos de saúde podem se credenciar para participar da Rede Sentinela em quatro diferentes perfis:

Participante: Existência e funcionamento da gerência de risco, com alimentação regular dos bancos de dados da VIGIPOS. É o perfil de entrada na Rede Sentinela, obrigatório para a permanência na mesma;

Colaborador: Capacidade para desenvolvimento de estudos de interesse do Sistema de Saúde Brasileiro;

Centro de Cooperação: Cooperação horizontal para atividades de formação de pessoal e educação continuada a outras instituições de saúde ou capacidade para desenvolvimento de material instrucional;

Centro de Referência: Coordenação e ou supervisão de sub-redes com foco em temas ou tecnologias específicas.

 

Para solicitação de credenciamento na Rede Sentinela no Perfil Participante o serviço de saúde deve apresentar os seguintes documentos:

I.ofício do responsável legal pela instituição, com manifestação de interesse pelo credenciamento no perfil de participante;

II.versão impressa do formulário eletrônico (FORMSUS), específico para fins de cadastramento na Rede Sentinela, disponível no site da Anvisa/ hot site da Rede Sentinela;

III.declaração de compromisso de parceria entre a Instituição que solicita o credenciamento e a Anvisa;

IV.documento descritivo da instituição com informações gerais do serviço, capacidade instalada, perfil de atendimento, relação com a rede regionalizada de atenção à saúde e experiência anterior com a Rede Sentinela quando couber;

V.documento que descreve a política de gestão de risco;

VI.versão impressa do cadastro no banco de dados do Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA;

VII.versão impressa do cadastro no banco de preços do Ministério da Saúde;

VIII.documento de criação do Comitê Transfusional;

IX.documento de criação da Comissão de Farmácia eTerapêutica;

X.documento de criação do Núcleo de Segurança do Paciente;

XI.plano de Segurança do Paciente;

XII.documento do responsável legal pela instituição com designação do profissional responsável pela gerência de risco;

XIII.currículo profissional simplificado do gerente de risco, incluindo informações de email,

telefones para contato e fotografia 3 x 4 recente.

 

Para solicitação de credenciamento na Rede Sentinela no Perfil Colaborador o serviço de saúde deve apresentar os seguintes documentos, além daqueles exigidos para credenciamento no Perfil participante:

I.ofício do responsável legal pela instituição, com manifestação de interesse pelo credenciamento no perfil Colaborador;

II.organograma que indique a área da instituição com capacidade para realização e coordenaçãode estudos ou pesquisas relacionadas à avaliação de tecnologias em saúde e

III.descrição de eixos em que a instituição considera sua especialidade ou nos quais deseja

se destacar para a realização de estudos ou pesquisas.

 

Para solicitação de credenciamento na Rede Sentinela no Perfil Centro de Cooperação o serviço de saúde deve apresentar os seguintes documentos, além dos exigidos para credenciamento no Perfil participante:

I.ofício do responsável legal pela instituição, com manifestação de interesse pelo credenciamento no perfil Centro de Cooperação;

II.organograma que indique área da instituição com capacidade para realizar atividades de

formação de pessoal e educação continuada para outras instituições de saúde ou capacidade para desenvolvimento de material instrucional e

III.descrição de eixos em que a instituição considera sua especialidade ou nos quais deseja

se destacar para a realização de atividades de ensino ou desenvolvimento de material

instrucional.

 

Para solicitação de credenciamento na Rede Sentinela no Perfil Centro de Referência o serviço de saúde deve apresentar os seguintes documentos, além dos exigidos para credenciamento no Perfil participante:

I.ofício do responsável legal pela instituição, com manifestação de interesse pelo credenciamento no perfil Centro de Referência;

II.organograma que indique área da instituição com capacidade para realizar atividades de coordenação ou supervisão de sub-redes e

III.descrição das atividades ligadas ao uso de tecnologias em saúde ou especialidades no âmbito da assistência nas quais a instituição é considerada referência.